Maravilhas da Hisolofia

Forum para assuntos educacionais
 
InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Saiba como funciona o Laboratório de Tecnologias Interativas, da USP

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
IngoBraun_3°Medio



Mensagens : 4
Data de inscrição : 13/02/2014

MensagemAssunto: Saiba como funciona o Laboratório de Tecnologias Interativas, da USP   Ter Abr 15, 2014 12:59 pm

Criado em 2006, espaço é destinado à pesquisa em inovação

Laboratório de Tecnolgia Interativas USP (Foto: Divulgação)
Aplicativo Vimet Odonto, criado no Laboratório de Tecnologias Interativas da USP (Foto: Divulgação)
O Laboratório de Tecnologias Interativas, pertencente ao Departamento de Engenharia de Computação da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), foi criado em 1996 e atua na pesquisa aplicada em computação. Conhecido também como Interlab, o laboratório possui foco nas novas tecnologias interativas, incluindo realidade virtual, realidade aumentada e jogos digitais. A proposta é o desenvolvimento de soluções inovadoras nas áreas da Educação, Medicina e Entretenimento.
Além das pesquisas, o Interlab é responsável por disciplinas de graduação e pós-graduação relacionadas ao seu campo de atuação. Na graduação, o laboratório coordena disciplinas como a de Computação Gráfica, Jogos, Hipermídia e Fundamentos de Computação, entre outras. O engenheiro Romero Tori, professor do Departamento de Engenharia de Computação da USP, destaca que no Interlab são desenvolvidas pesquisas de ponta.
“Isso contribui para que os professores levem para a sala de aula o estado da arte em tecnologias voltadas para a interatividade, as quais apresentam demanda crescente no mercado de trabalho dos profissionais da área de computação. Além disso, alunos da graduação que se interessam por jogos e outras tecnologias, que propiciam maior envolvimento do usuário, podem desenvolver projetos de iniciação científica e trabalhos de conclusão de curso nesse laboratório”, conta o Romero.
Romero Tori
Professor Romero Tori, da Universidade de São
Paulo - USP
Além de estações de trabalho gráfico, notebooks, tablets e outros dispositivos móveis, estão disponíveis no laboratório,  equipamentos específicos para uso em aplicações altamente imersivas e interativas. Isso inclui capacete de realidade virtual, sensores de gestos e movimentos, dispositivos hápticos (para dar retorno tátil e de força durante a interação), monitores estereoscópicos (para exibição de imagens tridimensionais) e câmeras de vídeo.
Atualmente, o laboratório comporta em torno de dez alunos simultaneamente em um espaço de 100 metros quadrados.
Romero destaca que sem a pesquisa não haveria inovação. No caso da Engenharia de Computação, ele ressalta que isso é especialmente importante, já que a tecnologia digital deve prover soluções para todas as demais áreas do conhecimento. “Nossos alunos precisam ser preparados para trabalhar com tecnologias que ainda nem foram desenvolvidas e a aplicá-las de forma inovadora na solução de problemas nas áreas das quais não possuem formação. Expor os alunos de graduação a tecnologias de ponta e a projetos de pesquisa é uma forma de desenvolver habilidades para identificação de problemas, levantamento e análise de alternativas de solução. Um aluno com experiência em pesquisa certamente se diferenciará em um mercado no qual a inovação é a chave para o sucesso”, defende.
Principais projetos realizados no Laboratório de Tecnologias Interativas
Virtual Interactive Distance Learning on Anatomy (Vida): trata-se de um atlas anatômico em 3D cuja interface é baseada em gestos. O estudante interage com os órgãos como se esses estivessem em suas mãos (interface "holográfica"). Desenvolvido em parceria com o Senac e com o Laboratório de Aplicação de Informática em Saúde (Lápis).
Fusion 4D: nesse projeto, derivado do Vida, alunos do curso de Engenharia de Computação desenvolveram uma interface inovadora baseada em gestos e reconhecimento de voz, permitindo que estudantes manipulem objetos tridimensionais. É possível também manipular um mesmo modelo 3D em diferentes estágios, como, por exemplo, a evolução de um feto até o seu nascimento. Esse projeto foi premiado em primeiro lugar em um concurso mundial da Microsoft (Imagine Cup), cuja final ocorreu na Austrália, em 2102.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Saiba como funciona o Laboratório de Tecnologias Interativas, da USP
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Mutirão de Natal 2010 – Saiba como Ajudar !
» falso arrebatamento?? como?
» Como o ateu vê como foi a formaçao de todas as coisas?
» Como construir uma máquina do tempo
» Foraça como surgiu

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Maravilhas da Hisolofia :: OPEE-
Ir para: