Maravilhas da Hisolofia

Forum para assuntos educacionais
 
InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Trabalhar Para Quê?

Ir em baixo 
AutorMensagem
jonathan henrique



Mensagens : 9
Data de inscrição : 24/03/2013

MensagemAssunto: Trabalhar Para Quê?   Qua Abr 16, 2014 2:14 pm

Por que você trabalha? O que te motiva a trabalhar todos os dias e que tipo de legado você quer deixar?
É fato que a forma como nos relacionamos com o trabalho tem sofrido muitas e significativas mudanças com o passar do tempo.
Diante desse fato, eu pergunto: qual o seu conceito de trabalho?
Essa é uma fascinante pergunta que precisamos saber responder, antes de qualquer coisa, para nós mesmos. Quando não paramos para refletir sobre o que "trabalhar" realmente significa para nós, enfrentamos imensa dificuldade em reconhecer valor no que fazemos, em alcançar satisfação pessoal por meio do que fazemos.
Sabemos que a construção da nossa trajetória profissional está cada vez mais sob nossa responsabilidade e que a busca e a escolha dos sucessivos passos que a compõem são decisões que devemos tomar, diante de um cenário de negócios complexo, dinâmico e diverso.
As inúmeras alternativas de profissões, ocupações, vínculos trabalhistas, formas de reconhecimento e recompensa, meios para execução das atividades, etc. nos remetem à necessidade de repensar nosso conceito de trabalho, mas, também, aumentam a dificuldade de fazê-lo.
Para as pessoas que já entenderam as novas regras desse jogo, esse é um "instigante" problema. Para as que ainda acreditam que não devem começar a jogá-lo, representa um problema "insolúvel". Para essas, os outros vão ser sempre os culpados por não serem reconhecidos e por não estarem satisfeitos por trabalharem com algo de que não se orgulham.
Começando a jogar, o primeiro passo é construir suas respostas para perguntas como: Por que você trabalha? Que tipos de atividade o motivam? Quais papéis você gostaria de desempenhar? Que quantidade de horas você desejaria dedicar ao trabalho remunerado? E ao não remunerado? Que legado a continuidade dessa atuação vai te permitir deixar? Como o faz sentir? Que obstáculos você identifica?
Lógico que é muito difícil gerenciarmos nossa relação com o trabalho, principalmente porque são muitas as variáveis envolvidas e, muitas delas, não estão sob nosso controle. Porém, tomarmos as rédeas desse processo é o caminho menos doloroso para endereçar a questão.
Para nós, empreendedores, o trabalho de casa é dobrado. Ter funcionários que se posicionam como o principal responsável por suas carreiras representa para nós a exigência de uma postura diferente como empregador.
Uma postura que depende da demonstração clara do nosso interesse em compreender o que significa realização para o outro, que demanda uma maior capacidade de resposta às reflexões que os funcionários trazem. Uma postura que pede maior habilidade e dedicação de tempo para explicarmos nossos sonhos grandes e de que forma esses sonhos se tornam interessantes para os que dele decidirem compartilhar.
As respostas não têm que ser sempre positivas. Sabemos que o “NÃO” faz parte do jogo e nos ajuda a desenvolver alternativas, e isso é algo que empregadores e empregados devem aprender já para viabilizar esse jogo.

Acredito, sinceramente, que o sentido que atribuímos ao ato de trabalhar e como o colocamos em prática, como empregados ou empregadores, impacta significativamente nas nossas realizações, na qualidade das nossas vidas.
Bom trabalho!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Control



Mensagens : 236
Data de inscrição : 13/02/2014

MensagemAssunto: Re: Trabalhar Para Quê?   Qua Abr 23, 2014 1:29 pm

 I love you 
jonathan henrique escreveu:
Por que você trabalha? O que te motiva a trabalhar todos os dias e que tipo de legado você quer deixar?
É fato que a forma como nos relacionamos com o trabalho tem sofrido muitas e significativas mudanças com o passar do tempo.
Diante desse fato, eu pergunto: qual o seu conceito de trabalho?
Essa é uma fascinante pergunta que precisamos saber responder, antes de qualquer coisa, para nós mesmos. Quando não paramos para refletir sobre o que "trabalhar" realmente significa para nós, enfrentamos imensa dificuldade em reconhecer valor no que fazemos, em alcançar satisfação pessoal por meio do que fazemos.
Sabemos que a construção da nossa trajetória profissional está cada vez mais sob nossa responsabilidade e que a busca e a escolha dos sucessivos passos que a compõem são decisões que devemos tomar, diante de um cenário de negócios complexo, dinâmico e diverso.
As inúmeras alternativas de profissões, ocupações, vínculos trabalhistas, formas de reconhecimento e recompensa, meios para execução das atividades, etc. nos remetem à necessidade de repensar nosso conceito de trabalho, mas, também, aumentam a dificuldade de fazê-lo.
Para as pessoas que já entenderam as novas regras desse jogo, esse é um "instigante" problema. Para as que ainda acreditam que não devem começar a jogá-lo, representa um problema "insolúvel". Para essas, os outros vão ser sempre os culpados por não serem reconhecidos e por não estarem satisfeitos por trabalharem com algo de que não se orgulham.
Começando a jogar, o primeiro passo é construir suas respostas para perguntas como: Por que você trabalha? Que tipos de atividade o motivam? Quais papéis você gostaria de desempenhar? Que quantidade de horas você desejaria dedicar ao trabalho remunerado? E ao não remunerado? Que legado a continuidade dessa atuação vai te permitir deixar? Como o faz sentir? Que obstáculos você identifica?
Lógico que é muito difícil gerenciarmos nossa relação com o trabalho, principalmente porque são muitas as variáveis envolvidas e, muitas delas, não estão sob nosso controle. Porém, tomarmos as rédeas desse processo é o caminho menos doloroso para endereçar a questão.
Para nós, empreendedores, o trabalho de casa é dobrado. Ter funcionários que se posicionam como o principal responsável por suas carreiras representa para nós a exigência de uma postura diferente como empregador.
Uma postura que depende da demonstração clara do nosso interesse em compreender o que significa realização para o outro, que demanda uma maior capacidade de resposta às reflexões que os funcionários trazem. Uma postura que pede maior habilidade e dedicação de tempo para explicarmos nossos sonhos grandes e de que forma esses sonhos se tornam interessantes para os que dele decidirem compartilhar.
As respostas não têm que ser sempre positivas. Sabemos que o “NÃO” faz parte do jogo e nos ajuda a desenvolver alternativas, e isso é algo que empregadores e empregados devem aprender já para viabilizar esse jogo.

Acredito, sinceramente, que o sentido que atribuímos ao ato de trabalhar e como o colocamos em prática, como empregados ou empregadores, impacta significativamente nas nossas realizações, na qualidade das nossas vidas.
Bom trabalho!
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Trabalhar Para Quê?
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Estou saindo para trabalhar.
» Para trabalhar no plantão
» Um convite especial para você...
» A mega operação para a visita de Obama à Índia.
» Os piores lugares para morar

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Maravilhas da Hisolofia :: OPEE-
Ir para: