Maravilhas da Hisolofia

Forum para assuntos educacionais
 
InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 BARACK OBAMA - Do desconhecido à maior personalidade mundial

Ir em baixo 
AutorMensagem
João D.



Mensagens : 18
Data de inscrição : 17/02/2014
Idade : 21

MensagemAssunto: BARACK OBAMA - Do desconhecido à maior personalidade mundial    Sex Maio 16, 2014 7:01 pm

OBAMA

Quando discursou pela primeira vez como presidente dos Estados Unidos, no dia 20 de janeiro de 2009, Barack Hussein Obama Jr. emocionou milhares de pessoas que estavam à espera de uma guinada na política americana. O democrata tomou posse em meio à maior crise econômica desde a década de 1930.

O nome de Obama aparecera pela primeira vez nas páginas de VEJA em dezembro de 2006. A edição era dedicada à retrospectiva do ano e indicava a ainda tímida formação do cenário para a eleição presidencial americana, marcada para 2008. Em fevereiro de 2007, mesmo com o favoritismo de Hillary, Obama lançou seu nome na disputa pela candidatura democrata e, a partir daí, ganhou destaque na imprensa internacional. Existiam muitas razões para a especial atenção dada ao senador: ele era o primeiro candidato negro com chances reais de chegar à Casa Branca e representava o possível frescor político que os americanos pareciam tanto querer.

Em 4 de julho de 2008, após uma disputa com a ex-rival democrata – que hoje ocupa o cargo de secretária de Estado – Barack Obama se tornou o primeiro negro na história dos Estados Unidos candidato à Casa Branca. Durante vinte e um meses, foi incansavelmente testado e provocado por seus oponentes, mas pareceu se sair muito bem. No dia 4 de novembro de 2009, aos 47 anos, foi eleito presidente dos Estados Unidos.

O trabalho duro esperava Obama e os primeiros dias de governo foram marcados por momentos conturbados. Menos de um mês depois de tomar posse, o presidente dos Estados Unidos teve que ir à público se retratar: “I screwed up“, admitiu, recorrendo a uma expressão pouco presidencial equivalente ao brasileiríssimo “pisei na bola”. Obama “screwed up” porque seu indicado para secretário da Saúde, o ex-senador Tom Daschle, deixou de pagar 128.000 dólares de imposto. Obama também “screwed up” porque Nancy Killefer, escolhida para zelar pela eficiência dos trabalhos na Casa Branca, não pagou 950 dólares de imposto referente à contratação de uma babá. Ambos renunciaram à indicação de Obama.



O presidente lamentou a saída dos ex-futuros auxiliares, sobretudo a de Daschle, assistente equipado para a enorme tarefa de criar um sistema universal de saúde pública, uma das mais duras e impopulares batalhas enfrentadas por Obama durante seu primeiro ano de governo. Em setembro de 2009, 51% da população americana rejeitava a reforma da saúde proposta por Obama.

Outra medida impopular veio em março de 2009, quando o governo americano socorreu bancos, montadoras e seguradoras em meio à crise econômica. Pela atitude, Obama foi acusado pela oposição de colocar o país no rumo do socialismo. Setores da classe média saíram às ruas para protestar contra a “agenda socialista” do presidente. Cartazes chamavam os democratas de comunistas e a imagem de Obama aparecia decorada com foice e martelo, símbolo dos partidos comunistas.

No cenário internacional, no entanto, Obama ganhou terreno mostrando ao mundo um Estados Unidos disposto a dialogar. Em junho, foi ao Cairo e fez um discurso aplaudido no Oriente. Em sua mensagem, repetiu o que o bom senso pedia: os Estados Unidos não são inimigos dos muçulmanos, é preciso haver um estado palestino e este tem de viver em paz com Israel e o Irã pode ter tecnologia nuclear para produzir energia, não bombas. Nada de novo, mas com a diferença que Obama tem um imenso potencial de convencimento, destacou VEJA na ocasião.

Por esse potencial de dar ao mundo a esperança de um futuro melhor, em outubro de 2009 o presidente dos Estados Unidos ganhou o Nobel da Paz. Pelo pouco tempo de governo e pela falta de atos concretos que justificassem o prêmio, a notícia foi recebida com surpresa. O ex-primeiro-ministro norueguês Thorbjorn Jagland, um dos responsáveis pela premiação, afirmou que a homenagem serviu “não apenas para endossar como para realçar o tipo de política internacional e a atitude defendidos por Obama”.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
BARACK OBAMA - Do desconhecido à maior personalidade mundial
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Barack Obama é maçom grau 32
» Obama felicita novo chefe da igreja ortoxa russa.
» Barack Obama é chamado de “anticristo” e responde “Jesus Cristo é o Senhor”
» O que significa a vitoria do presidente Barack Obama para os cristaos?
» Último presidente dos EUA - Barack Obama?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Maravilhas da Hisolofia :: Atualidades-
Ir para: